Benção Irlandesa

"Que a estrada se erga ao encontro de seu caminho. Que o vento esteja sempre às suas costas. Que o sol brilhe quente sobre sua face. Que a chuva caia suave sobre seus campos. E até que nos encontremos de novo, Que Deus te guarde na palma de sua mão." Benção Irlandesa

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Oração à Santa Rita de Cássia


Ó Santa Rita, advogada nas causas urgentes, solução para os problemas insolúveis, socorro nos casos desesperados! Eis aos vossos pés uma alma desamparada e amargurada que precisa do vosso auxílio e de vossa proteção. Não permitais que eu tenha de me afastar de vós sem ser atendida.

Ó Santa Rita, intercedei junto a Deus para que ele me conceda a graça de que tanto necessito (dizer a graça)

Ó grande santa, por vosso intermédio, espero tranqüilamente receber a graça que peço.

Santa Rita, advogada dos impossíveis, rogai por nós. Amém!

Salve Santa Rita de Cássia

 Um pouco da história de Santa Rita de Cássia:
 


Santa Rita de Cássia ou Santa dos Impossíveis, como é geralmente conhecida a grande advogada dos aflitos, nasceu em Rocca Porena, perto de Cássia (Itália), em 22 de Maio de 1381. O nascimento da Santa foi precedido por sinais maravilhosos e visões celestiais que fizeram seus pais perceberem algo da futura e providencial missão de Rita, que seria colocada no mundo para instrumento da misericórdia de Deus em favor da humanidade sofredora.



Desde jovem, Rita tinha intenção de ser religiosa, mas seus pais, temendo que ela ficasse sozinha, resolveram casá-la com um jovem de família nobre, mas de temperamento excessivamente violento. Ela suportou pacientemente tal situação por 18 anos. Como ele tinha muitos inimigos, foi assassinado. Santa Rita perdoou os assassinos. Teve dois filhos, que cresceram com o desejo de vingança. Santa Rita pediu que Deus os levasse, pois seria melhor que outra tragédia. Assim, perdeu os filhos. Assim Sta. Rita estava livre para dedicar-se a Deus e pediu para entrar no Convento das religiosas Agostinianas da cidade. Mas naquela comunidade só podiam entrar virgens. Então, ela transformou sua casa num claustro, onde rezava as orações habituais das religiosas.



Uma noite, enquanto rezava, ouviu três batidas violentas em sua porta e uma voz lá de fora dizia: “Rita! Rita!”. Abriu a porta e viu em sua frente três Santos, que rapidamente a levaram ao Convento onde havia sido negada três vezes. Os mensageiros fizeram-na entrar, apesar das portas estarem fechadas, e deixaram Sta Rita de Cássia em um dos claustros. Depois desapareceram.



As religiosas decidiram por unanimidade que a viúva fosse recebida. Consagrou-se à oração e penitência, seu corpo foi seguidamente flagelado. Passava os dias a pão e água e noites sob vigília e oração.



Certo dia pediu com extraordinário fervor que um estigma de Jesus aparecesse para sentir a dor da redenção. Em uma visão, Rita recebeu um espinho cravado em sua testa. A chaga ficou por toda a vida e ainda pode-se vê-la em sua cabeça conservada intacta com o resto do corpo.



Um dia uma parente foi visitá-la, ela agradeceu a visita e ao se despedir pediu que lhe trouxesse algumas rosas do jardim. Como era inverno e não tinha rosas, pensaram que Rita estava delirando e sua visitante não ligou para seu pedido. Como para voltar para casa teria que passar pelo jardim olhou e se surpreendeu ao contemplar quatro lindas rosas que se abriram entre os ramos secos. Admirada do prodígio, entrou no jardim, colheu as flores e as levou ao Convento de Cássia. Nesta época, Rita estava muito doente e morreu em 22 de Maio de 1457.



No dia seguinte, seu corpo foi colocado na Igreja do Convento.

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Felicidade Realista

 
"... Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável. Fazer exercícios sem almejar passarelas, trabalhar sem almejar o estrelato, amar sem almejar o eterno. Olhe para o relógio: hora de acordar. É importante pensar-se ao extremo, buscar lá dentro o que nos mobiliza, instiga e conduz, mas sem exigir-se desumanamente. A vida não é um game onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio. Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade. Se a meta está alta demais, reduza-a. Se você não está de acordo com as regras, demita-se. Invente seu próprio jogo."
Imagem: http://cemanosdeitabuna.ning.com/profiles/blogs/felicidade-realista-mario-quintana
 

terça-feira, 14 de maio de 2013

O retrato Fiel



Não creias nos meus retratos,
nenhum deles me revela,
ai, não me julgues assim!

Minha cara verdadeira
fugiu às penas do corpo,
ficou isenta da vida.

Toda minha faceirice
e minha vaidade toda
estão na sonora face;

naquela que não foi vista
e que paira, levitando,
em meio a um mundo de cegos.

Os meus retratos são vários
e neles não terás nunca
o meu rosto de poesia.

Não olhes os meus retratos,
nem me suponhas em mim.
 
(Gilka Machado)